FP7

A nível da Comissão Europeia um dos incentivos e apoios ao investimento, para projetos de I&D e Inovação é o FP7.
O FP7 é o Sétimo Programa Quadro para a Investigação e Desenvolvimento Tecnológico, sendo o instrumento primordial de investimento a nível Europeu, para os projetos em investigação, e que está em vigor desde 2007, tendo a sua conclusão datada para 2013.


FP7 - Incentivos Internacionais Dual Up Consulting

FP7 - Incentivos Internacionais

No FP7, as empresas serão activamente encorajadas a participar em todas as acções de investigação, em especial os do âmbito dos temas de pesquisa do programa Cooperação.
O programa visa facilitar a participação ótima, principalmente de "empresas executantes de investigação" por meios tais como o financiamento simplificado e procedimentos administrativos e uma maior flexibilidade na escolha dos regimes de financiamento.

Este programa visa reforçar a capacidade de inovação, principalmente para empresas com médio/baixo nível tecnológico, na perspectiva da contribuição para o desenvolvimento de produtos baseados em novas tecnologias e mercados.
O FP7 foi, também, concebido para dar resposta a necessidades de emprego europeias e à sua competitividade, apostando na investigação em áreas prioritárias selecionadas, de forma a manter a União Europeia como líder mundial nos setores apoiados.

Eixos de Atuação FP7

  • Cooperação
  • Ideias
  • Pessoas
  • Capacidades
  • Investigação e Formação na Energia Nuclear


Obtenha fundos adicionais para a sua empresa! Contacte-nos

Saiba mais


COOPERAÇÃO - Investigação colaborativa

Este programa foca o apoio à investigação em projetos de cooperação internacional em toda a União Europeia e outros países. Este irá promover o progresso do conhecimento e tecnologia, sendo apoiada e fortalecida a investigação, de modo a que a Europa responda, com eficiência, aos desafios nas áreas social, económica, industrial e saúde pública.

  • Sáude.
  • Alimentação, Agricultura e Biotecnologias.
  • Tecnologias da Informação e das Telecomunicações.
  • Nanociências, Nanotecnologias, Materiais e novas Tecnologias de Produção.
  • Energia.
  • Ambiente (incluíndo as alterações climáticas).
  • Transportes (incluíndo a aeronáutica).
  • Ciências Socioeconómicas e Ciências Humanas.
  • Segurança.
  • Espaço.

IDEIAS – Conselho Europeu de Investigação

O segundo eixo do programa FP7, relativo a “Ideias” abrangerá atividades a serem implementadas pelo Conselho Europeu de Investigação (CEI). Este irá desenvolver investigação de ponta a nível Europeu, estimulando o dinamismo, a criatividade e excelência deste tipo de investigação

  • Ações na investigação de ponta.

PESSOAS – Potencial humano, ações Marie Curie

Direcionado para a componente humana, o programa “Pessoas” oferece a oportunidade deuma carreira internacional, na área da investigação. Deste modo será possível atribuir os melhores profissionais nas áreas de investigação para o mercado Europeu, potenciando a excelência neste setor. Tendo por base as experiências positivas das “Ações Marie Curie” encoraja a opção pela profissão de investigador e a mobilidade neste setor.

  • Formação inicial de investigadores – redes Marie Curie.
  • Formação contínua e progressão na carreira – bolsas individuais.
  • Abertura de caminhos e parcerias, entre a Indústria e as Universidades.
  • Dimensão internacional – intercâmbio de investigadores bolseiros, esquemas de cooperação internacional, subsídios de reintegração.
  • Prémios de excelência.

CAPACIDADES – Capacidades de investigação

No programa “Capacidades” é pretendida a otimização da utilização e desenvolvimento de infraestruturas de investigação. O programa visa apoiar núcleos regionais de investigação, bem como estimulando o potencial de investigação nas regiões de convergência e ultraperiféricas da União Europeia.

  • Infraestruturas de investigação.
  • Investigação para benefício das PMEs.
  • Regiões do conhecimento.
  • Potencial do conhecimento.
  • Potencial de investigação.
  • A ciência na Sociedade.
  • Apoio ao desenvolvimento coerente das políticas de investigação.
  • Atividades específicas de cooperação internacional.

Investigação e formação na energia nuclear

A Comunidade Europeia da Energia Atómica (EURATOM) adaptou um programa Quadro independente para as actvidades de investigação e treino, na área nuclear.

  • Energia de fusão – ITER.
  • Fissão nuclear e proteção contra radiação.

Este programa de incentivo e apoio ao investimento tem um orçamento total de mais de 50 biliões de euros para projetos Europeus de I&D, sendo que o programa específico de COOPERAÇÃO é o que envolve um valor de investimento mais elevado (32 milhões de euros)

Fechar

Taxas Elegíveis

O princípio de incentivo e apoio ao investimento do programa FP7 é o cofinanciamento, sendo atribuídos subsídios a projetos, de modo a contribuir com uma percentagem dos custos totais.
Taxas máximas de reembolso para despesas elegíveis:

  • 50% para atividades de I&D.
  • À exceção dos organismos públicos sem fins lucrativos, PME’s, organizações de investigação, estabelecimentos de ensino superior que recebem 75%.
  • 50% para atividades de demonstração.
  • 100% para atividades de gestão do consórcio, networking, formação, coordenação, disseminação de resultados, entre outras.

Nota: 80% do financiamento é realizado pela Comissão Europeia no início do projeto.

Investigue e Inove nos seus produtos/serviços !

* Este site respeita o novo acordo ortográfico